conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Notícias

MaturiFest 2021: ranking GPTW 50+ e pesquisa

Evento da startup Maturi destacou as empresas que investem na diversidade etária e também revelou as percepções do 50+ na pandemia

Eduardo Marcondes - GPTW

Um dos destaques do MaturiFest, realizado em julho, foi a divulgação do Raking Great Place To Work (GPTW) 50+. Pelo segundo ano, foram premiadas as empresas que estão trabalhando de foram diferenciada pela diversidade etária. Das 60 empresas que se candidataram, foram selecionadas dez: Accenture do Brasil, AlmavivA do Brasil Telemarketing e Informática, Banco Santander, Bristol Myers Squibb, Cataratas do Iguaçu S/A, Cisco, IBM Brasil, Sabin Medicina Diagnóstica (Distrito Federal), Takeda Distribuidora e Tokio Marine Seguradora.

O painel que apresentou a premiação destacou como o investimento na diversidade etária é estratégico para o negócio, independentemente do setor da empresa. A intergeracionalidade abre espaço para a inovação e para oportunidades de desenvolvimento e crescimento, agregando a maturidade e experiência dos 50+. Um alinhamento que a partir das lideranças, tira a inclusão do discurso e leva para a prática com ações de respeito e valorização.

MaturiFest - Painel Ranking GPTW

Participaram do painel Eduardo Marcondes (em destaque na imagem principal), diretor Youleader, frente de educação e diversidade do GPTW; Marcela Vavassori, da Tokio Marine; Mariana Bittar, da Sabin, e Thamara Alencar, da Accenture. A Tokio e a Sabin estão pelo segundo ano no ranking e a Accenture entrou este ano. A mediação foi de Andrea Tenuta, da Maturi.

Maturi 2021

No MaturiFest também foram apresentados os resultados da Pesquisa Maturi 2021, que avaliou como o público 50+ está lidando com a pandemia, seus hábitos e percepções. Foram mais de 1.800 respondentes, entre os meses de junho e julho, com idade média de 59 anos. A apresentação foi feita por Juliana Vanin, fundadora da NOZ Pesquisa & Inteligência, responsável pela pesquisa, com Mórris Litvak, CEO da Maturi.

Entre os entrevistados, 39% estão em busca de recolocação profissional, sendo que destes 53% perderam o trabalho durante a pandemia. O perfil profissional também mostrou que 18% atuam como consultores autônomos, 11% estão empreendendo e 10% têm um trabalho formal.

Pesquisa Maturi - Oportunidades e desafios

A maioria se sente preparada para as exigências do novo mercado, mesclando os meios físicos e digital, com uma jornada de trabalho flexível e maior autonomia (62%) e modelo de trabalho home office ou híbrido (57%). A pesquisa evidenciou a busca constante por aperfeiçoamento, revelando que 80% realizou cursos online na pandemia, sendo que 16% fez um curso online pela primeira vez.   

Juliana destacou na apresentação as palavras que ilustram este momento de transformação da pandemia: hibrido, mundo que vai mesclar o físico e o digital; (re)evolução com tendências que se concretizaram de forma acelerada e (re)pensar a vida, as prioridades, a solidariedade entre as pessoas, o papel do consumo, entre outras coisas.

Saiba mais sobre o MaturiFest 2021 no blog Nova Maturidade. Conheça a Comunidade Maturi no Facebook.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...

Notícias

Medida adotada pela prefeitura da capital, que entrou em vigor em fevereiro, vem gerando questionamentos por ter retirado um direito adquirido de idosos com...