conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Cultura

“O Sucessor” aborda o Alzheimer em meio à guerra do tráfico

O Sucessor Vivir sin permiso Netlfix

Encontrar um sucessor é o desafio para o chefe do tráfico de drogas na Galícia, costa da Espanha, na série “Vivir sin permiso”, que por aqui ganhou o título de “O Sucessor”. Nemo Bandeira, vivido por José Coronado, decide se aposentar ao descobrir ter Alzheimer pouco antes das comemorações de seus 60 anos. São duas temporadas disponíveis na Netflix que contam sua história e a violenta guerra entre sua família e com os inimigos.

Uma das cenas que chama a atenção logo no início da série é o pedido feito ao braço direito de Nemo. Assim que descobre a doença, ele pede que Ferro (Luis Zahera) o mate, caso esquecesse o nome dos filhos. Na verdade, praticamente um suicídio para evitar conviver com os estágios mais avançado do Alzheimer.

A série tem como ponto de partida uma doença que avança entre a população, indiferente de classe social ou o poder que tem sobre determinada região como é o caso do protagonista. Claro que, com melhores condições financeiras, é possível viver com mais qualidade de vida por mais tempo. Mas o Alzheimer avança e já atinge milhões de pessoas no mundo.

Sucessão

Diante do Alzheimer, Nemo decide encontrar um sucessor, mas não opta inicialmente pelo candidato natural: Mario Mendoza (Alex González). O ambicioso advogado criado por ele o ajuda nos negócios lícitos ou não. A preferência é pelos filhos alheios as atividades da família: Carlos (Alex Monner) e Nina (Giulia Charm).

Ainda há a filha de outro relacionamento, Lara (Clauida Traisac), que nos primeiros episódios luta para dar uma morte digna à mãe. A luta é contra o poderoso pai que quer manter o grande amor de sua vida sobrevivendo apenas com a ajuda de aparelhos. Outra questão importante da série: o direito a uma morte natural e digna.   

Guerra urbana

O Sucessor Vivir sin permiso José Coronado

“O Sucessor” é uma série marcada pela violência e a corrupção de agentes públicos dos mais variados níveis. Como afirma o título em espanhol são muitos os riscos de viver sem a permissão do grande chefão. Assassinatos e torturas são rotina nos episódios que giram em torno da guerra pelo tráfico de drogas e pela sucessão.

Enquanto isso, Nemo se esforça para esconder a doença, mas não há como já que envolve toda a família. Ele se apega ao passado vivido com a mãe de Lara, o grande amor de sua vida. A jovem Ada (Maria Guinea) no decorrer dos episódios está cada vez mais presente em suas lembranças.

Porém, mesmo com o avanço do Alzheimer, prevalece sua sabedoria e experiência em seu “ramo de trabalho”, o que fica evidente na lista do que fazer antes de ir. Seu protagonismo se mantém, afinal, “os tubarões também envelhecem, mas continuam mordendo”.

Veja no blog Nova Maturidade outras dicas de séries e filmes como a divertida “Grace and Frankie”, com Jane Fonda e Lily Tomlin. (Katia Brito)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Notícias

Medida adotada pela prefeitura da capital, que entrou em vigor em fevereiro, vem gerando questionamentos por ter retirado um direito adquirido de idosos com...

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...

Notícias

Avanço da campanha de imunização no Estado, de acordo com o governo paulista, depende da chegada das vacinas da Fiocruz