conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Eventos

Série 106 Diálogos debate idosos e pandemia

Bate-papo no dia 21 de outubro, em São Paulo, será com Jorge Félix e marcará o relançamento do livro Economia da Longevidade

106 Diálogos abordará idosos e pandemia

A série 106 Diálogos promove na quinta-feira, dia 21 de outubro, a partir das 18 horas, um bate-papo sobre Pandemia e idosos com Jorge Félix, doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e professor no curso de Gerontologia da USP (EACH). O evento será na Livraria Martins Fontes Paulista (Avenida Paulista, 509, bairro Bela Vista, São Paulo) e marcará também o relançamento do livro Economia da Longevidade, escrito pelo professor e publicado sob o selo 106 Ensaios. A entrada é gratuita.

Entre os assuntos tratados estão a vulnerabilidade que os idosos de alto grau de dependência e institucionalizados se encontram, uma vez que foram ignorados pelo governo. Também, o tema do artigo Covid-19 in Brazil: Who Could the Elderly Count on?, escrito por Jorge Félix em parceria com a professora Guita Grin Debert para a revista Gerontologié et Société, uma das mais importantes no mundo na área dos estudos do envelhecimento.

Com o principal fórum de participação democrática, o Conselho Nacional dos Direitos dos Idosos, praticamente inoperante, não há cobranças para questões fundamentais tais como o desfinanciamento do SUS, o veto da regulamentação da profissão de cuidador de idosos, a falta de uma política nacional de cuidados, ausência de projetos de empregabilidade para maiores de 60 anos ou o avanço nas metas para a regulamentação da profissão de gerontólogo.

Segundo Félix, uma nova pandemia espreita o mundo e o Brasil, e tem sido veementemente negligenciada pela presidência da nação. Seguimos na contramão de países como França, Estados Unidos, Reino Unido que mitigaram os riscos a médio prazo diante do envelhecimento populacional.

Economia da Longevidade

Economia da Longevidade - livro Jorge Félix

Economia da Longevidade é um livro de intervenção no debate público sobre a dinâmica demográfica do século XXI. O que interessa para o autor Jorge Félix não é afirmar que “os países ricos ficaram ricos antes de envelhecer e os países pobres envelhecerão antes de ficar ricos”, como sempre é destacado pelos organismos multilaterais, mas questionar: “Sob qual economia os países ricos envelheceram e sob qual economia os países pobres estão envelhecendo?”

Diante do envelhecimento da população mundial, alerta o autor, o que está em disputa entre os países é: quem vai pagar pelo envelhecimento de quem? Os vencedores serão aqueles mais bem-sucedidos na Economia da Longevidade. Por isso, é preciso conhecê-la.

Jorge Félix

Autor de Economia da Longevidade e convidado do bate-papo sobre idosos e pandemia, Jorge Felix nasceu em 1967, no Rio de Janeiro. É doutor em Ciências Sociais (PUC-SP), professor no curso de Gerontologia da USP (EACH) e professor de Economia na pós-graduação da FESP-SP. Foi jurado permanente do Silver Eco and Ageing Well International Awards, prêmio de inovação para o envelhecimento criado pelo governo francês. Jornalista, trabalhou em diversos veículos e, atualmente, é comentarista sobre Longevidade na Rede Globo. É autor de Viver muito (2011).  

(Fontes: 106 Diálogos e Enxame Comunicação / Imagem principal: Mulher foto criado por freepik – br.freepik.com)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises