conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Notícias

Políticas públicas na sala de aula

Vera Fritz Marisa Accioly Marly Feitosa

Políticas de Atenção à Pessoa Idosa são um dos temas mais importantes quando se estuda o envelhecimento da população. No dia 6 de dezembro, fui convidada pela profa. dra. Marisa Accioly para assistir a aula de encerramento de sua disciplina que faz parte do primeiro ano da graduação em Gerontologia na EACH-USP.

Conheci a professora na Conferência Estadual do Idoso (veja mais no blog), realizada em novembro na cidade de Águas de Lindoia, no interior de São Paulo, onde ela foi uma das palestrantes. E pude revê-la no lançamento da Expo60, que será realizada em abril de 2020 pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). Saiba mais sobre a feira no link.

A aula de Marisa Accioly contou com a presença especial da presidente do Conselho Estadual do Idoso, Vera Fritz-Nascimento, e da presidente do Grande Conselho Municipal do Idoso (GCMI) de São Paulo, Marly Feitosa. Na imagem principal, Vera, a professora e Marly. Os alunos foram convidados para avaliarem a disciplina, que além do rico material teórico sobre marcos legais e políticas voltados ao envelhecimento, trouxe também importantes experiências práticas.

Só de ouvir o conteúdo da disciplina, fiquei com vontade de ter participado das aulas. Os alunos receberam convidados como Lucia Secoti, presidente destituída do Conselho Nacional da Pessoa Idosa, e Diego Miguel, pesquisador na área do envelhecimento e velhice, e voluntário da ONG Eternamente Sou, que atua em prol das velhices LGBT. Eles ainda visitaram a Coordenação de Políticas para Pessoa Idosa da Prefeitura de São Paulo, chefiada por Sandra Regina Gomes, e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.  

Professora Marisa Accioly e os alunos
Marisa Accioly e os alunos da graduação

Nesta última aula de Marisa Accioly que tive a oportunidade de participar, as presidentes do Conselho Estadual e do Grande Conselho fizeram a entrega dos projetos criados pelos alunos com base no Edital de Chamamento do Fundo Municipal do Idoso, lançado em outubro. Uma iniciativa muito bacana, que traz o desafio além de aplicar o conteúdo aprendido em aula, de entender o edital e atender aos requisitos pedidos. Tarefa nada fácil.

O edital fez a seleção de propostas de projetos, apresentadas por Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e por Organizações Governamentais, que poderão ser financiados com recursos do Fundo Municipal, por meio da celebração de Termos de Fomento ou Convênio. As ações deveriam ser desenvolvidas entre um e no máximo dois anos, tendo como prioridade pessoas em situação de vulnerabilidade.

Os eixos trabalhados pelo edital foram Educação com linhas de ação focadas em educação financeira, alfabetização, capacitação e treinamento e inclusão digital; Proteção, com foco em combate à violência, fortalecimento de direitos e garantias, e atenção, cuidado e bem-estar da pessoa idosa que vive só; Saúde, atenção e autocuidado, prevenção e tratamento de doenças, e alimentação saudável; Participação, fortalecimento da participação social nos territórios e nos serviços públicos municipais. De acordo com o edital, o resultado final deve ser conhecido em 2 de abril de 2020. Saiba mais no link. (Katia Brito)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises