conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Cultura

Exposição “O Olhar do 60+” reúne histórias de talentos amadores

Abertura exposição Olhar 60+0

O olhar diferenciado de que passou dos 60 anos é o destaque da exposição fotográfica “O Olhar do 60+”, em cartaz no Centro Universitário Maria Antonia (Ceuma), na região central de São Paulo. O concurso promovido pela USP Aberta à Terceira Idade (UATI), coordenada pelo professor Egídio Dórea, recebeu mais de cem fotos e 30 foram selecionadas. Até o dia 20 de outubro é possível visitar a exposição no terceiro andar do Ceuma, que fica na rua Maria Antonia, 258/294. A entrada é gratuita e a visita pode ser feita das 10 às 18 horas.

A iniciativa surgiu com o objetivo de dar espaço para que as pessoas acima de 60 anos pudessem expor seus trabalhos. “Inicialmente nós tínhamos resolvido focar na questão da memoria social, mas ia ficar uma coisa muito direcionada. Nós resolvemos expandir e pensamos como o olhar dos 60+ é um olhar variado, porque é o olhar de todo um curso de vida que você vai depurando à medida que vai envelhecendo, então deixamos livre”, explicou o coordenador da UATI ao blog. Todos são fotógrafos amadores.

Fotos da exposição Olhar 60+
Uma prévia das imagens que você vai encontrar na exposição

E o resultado do concurso surpreendeu. Na exposição há fotos de natureza, social, autorretrato, família, entre outros temas. Os selecionados foram escolhidos pelo fotógrafo Ricardo Caracas e o também fotógrafo e diretor de fotografia Carlos Ebert. “Nós fomos surpreendidos pela qualidade das fotos, pelo quanto emociona quando você vê. Hoje (abertura da exposição, no dia 20 de setembro) você tem esse sentimento fortalecido. Foi muito bonito como ficam emocionados em ver suas fotos expostas, sobretudo porque é um espaço no Ceuma que tem toda uma tradição histórica”, destacou Dórea.

Uma das selecionadas foi Elisabete Almeida, de 68 anos, com um autorretrato que transmite a alegria pela vida. “Gosto de fotografia e achei muito legal esta iniciativa. Eu tinha algumas fotos do curso de fotografia que eu fiz e aproveite para colocar em prática. O concurso é muito importante para o pessoal de 60+ que quase não participa de nada”, disse.

Também foram selecionados Acácio Arouche de Aquino, Antônio Alberto Travassos, Antônio Juarez Temoteo, Carlos Antunes, Edison Mariotti, Eliza Máximo Pisao Ramos de Melo, Elizabete Fagnoni, Flora Portellada, Iraci da Silva Oliveira, Marilda Teresa de Oliveira Ehlke, Martin Susemihl, Nelson Sérgio Gordilho Pinheiro, Rosely Donatelli, Sheila Valle Viotti, Shizuko Shimada Toyota, Silvio Vieira e Walter José Cintra Junior.  

Bixiga

Destaque para a participação de Walter Taverna, de 85 anos, que foi fotografado pelo amigo Edison Mariotti, 67. Walter mantém o Centro de Memória do Bixiga, na rua 13 de Maio, onde às segundas-feiras Edison faz apresentações. Ao se inscrever no concurso a ideia inicial era homenagear a mãe que completou 92 anos em setembro, mas Edison ficou igualmente feliz quando a foto de Walter foi selecionada.

Walter Taverna sendo entrevista pela jornalista Katia Brito na exposição Olhar 60+
Walter Taverna sendo entrevistado por esta jornalista

Segundo Edison, Walter é um ícone no Bixiga, bairro tradicional do centro de São Paulo. “Ele faz o bolo do Bixiga, a Rainha do Bixiga, uma porção de eventos. Eu cuido do acervo da memória dele. Nos eventos eu procuro registrar e documento na Internet. É um acervo imaterial”, explica Edison. Walter é fundador da Sociedade de Defesa das Tradições e Progresso da Bela Vista (Sodepro), com sede no Centro de Memória do Bixiga (acesse o site aqui).

Walter Taverna tem ainda dois restaurantes no bairro: “Eu faço essas loucuras sempre. Faço o maior bolo do mundo, recorde mundial (este ano foram 12 mil quilos de ingredientes para fazer os 463 metros de bolo), e agora estou fazendo concurso Rainha do Bixiga”. As inscrições para Musa e Musa Terceira Idade terminam em 1 de outubro. Veja mais na página do Facebook (clique aqui). As vencedoras serão conhecidas no dia 15 de outubro em um evento no Teatro Sérgio Cardoso.

Sobre a exposição “O Olhar dos 60+”, Walter considera uma iniciativa importante. “Tem que mostrar pra todo mundo o que se faz e o que se deixa de fazer. É um sucesso todo trabalho, sendo pequeno ou grande, vocês conseguem fazer uma obra maravilhosa”, avaliou. A expectativa, segundo o professor Egídio, é de uma segunda edição da exposição ainda maior. Na imagem principal, ele (no canto à direita) com alguns dos vencedores.

Ceuma

Desde agosto, em parceria com o Ceuma, a USP Aberta à Terceira Idade realiza no anfiteatro do terceiro andar do prédio o programa “Conversas sobre o envelhecer”.  O primeiro foi com Neusa Guerreiro de Carvalho, que já foi entrevistada pelo blog (acesse aqui).

Egídio Dórea já planeja a segunda edição da Olhar 60+
Egídio Dórea já planeja a segunda edição da Olhar 60+

Os primeiros temas foram escolhidos pelo coordenador da UATI, mas a ideia é que os próximos sejam escolhidos pelo público. “Assim você realmente dá voz à pessoa acima de 60 anos, porque pode ser o meu interesse, mas não o interesse da maioria. Nesse próximo semestre nós vamos continuar com a programação aqui. Toda terça-feira de cada mês sempre uma conversa sobre envelhecer”, convida Dórea. Os encontros são gratuitos, sempre às 17 horas. Acompanhe a programação na página do Facebook da UATI e no site do Ceuma. (Katia Brito / Fotos: Wanderlei Rodrigues Silva)

1 Comentário

1 Comentário

  1. Katia Brito

    22 de junho de 2020 às 21:02

    Nós estivemos na exposição e fotografamos. Pode confirmar com o professor Egídio Dorea

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises