conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Saúde & Bem-estar

Dezembro Laranja alerta para cuidados com a pele

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) propõe unir a prevenção ao coronavírus com cuidados para reduzir o câncer de pele

Dezembro laranja propõe combinar proteção da pele e contra o coronavírus

A campanha Dezembro Laranja, organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), tem uma proposta diferente em 2021. A ideia é unir a prevenção ao coronavírus com cuidados para reduzir as chances de casos de câncer de pele. Um esforço de mobilização que começa agora e segue pelos próximos meses. Para a SBD, o atual momento pede que junto com o uso do álcool gel, máscaras e distanciamen­to, os brasileiros cultivem as práticas de fotoproteção.

Com a queda nos indicadores de morbidade e de mortalidade relacionados à covid-19, estima-se que neste verão as praias e os espaços abertos voltarão a ser ocupados com muito mais intensidade. No entanto, alertam os especialistas da SBD, a retomada não deve ser feita sem atenção às recomendações das autoridades sanitárias. Além desse cuidado, afirmam, a população deve agregar à sua rotina as medidas de prevenção contra o câncer de pele.

“Adicione mais fator de proteção ao seu verão”

A mensagem central da campanha Dezembro Laranja 2021 é esta: “Adicione mais fator de proteção ao seu verão”. Esse mote estará presente em uma série de conteúdos desenvolvidos pela SBD com dicas de cuidados, orientações de médicos dermatologistas, e a participação de personalidades estimulando os brasileiros à aderirem aos cuidados preconizados.

Em 2021, entre as celebridades que participam voluntariamente da iniciativa estão os atores Tony Ramos e Carmo Dalla Vecchia, as cantoras Kelly Key e Karol Conká, a modelo Claúdia Liz, e os jornalistas Tom Borges (TV Record) e Eliane Cantanhede (TV Globo). Além deles, dezenas de outras artistas, intelectuais e influenciadores também aderiram à iniciativa, assim como instituições públicas e privadas.

Dentre as recomendações para incorporar na rotina de cuidados, estão: cultivar hábitos de fotoproteção, que incluem o uso de óculos de sol e blusas com proteção UV, bonés ou chapéus; optar pela sombra; evitar a exposição ao sol entre 9 e 16 horas; e utilizar filtro solar com FPS igual ou superior a 30, reaplicando-o a cada duas horas ou sempre que houver contato com a água.

Diagnóstico precoce

Em caso de surgimento de sinais e sintomas suspeitos, o médico dermatologista deve ser consultado para fazer o diagnóstico precoce do quadro. Se for constatada uma lesão cancerosa, ele orientará o início do tratamento. É preciso prestar a atenção em pintas que crescem, manchas que aumentam, sinais que se modificam ou fe­ridas que não cicatrizam pois podem revelar o câncer de pele. A rotina do autoexame facilita o reconhecimento dos casos.

A SBD ressalta ainda que a exposição solar exagerada e desprotegida ao longo da vida, além dos episódios de quei­madura solar, são os principais fatores de risco do câncer de pele. Entre os perfis que são mais propensos ao seu surgimento da doença, estão os que têm a pele, cabelos e olhos claros; aqueles com histórico familiar dessa doença; os portadores de múltiplas pintas pelo corpo e pacientes imunossuprimidos e/ou transplantados.

Câncer de pele

O câncer de pele é provocado pelo crescimento anormal das células que compõem a pele. Existem diferen­tes tipos, sendo os mais comuns denominados carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular – chamados de câncer não melanoma – e que apresentam altos percentuais de cura se diagnosticados e tratados precocemente. Um terceiro tipo, o melanoma, apesar de não ser o mais incidente, é o mais agressivo e potencialmente letal. Quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de pele no Brasil corresponde a 27% de todos os tumores malignos no país, sendo os carcinomas basocelular e espinoce­lular (não melanoma) responsáveis por cerca de 180 mil novos casos da doença por ano. Já o câncer de pele melanoma tem em torno de 8,5 mil casos novos por período. A incidência do câncer de pele é maior do que os cânceres de próstata, mama, cólon e reto, pulmão e estômago.

Há oito anos a Sociedade Brasileira de Dermatologia realiza o #DezembroLaranja, sempre com grande engajamen­to da população e de outras instituições e entidades. Participe da campanha, acompanhe a SBD e compartilhe as hashtags: #DezembroLaranja #CancerdePeleECoisaSeria #CancerdePele #Maisprotecaonoverao #CampanhaCancerdePele2021.

(Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD / Imagem principal: People photo created by rawpixel.com – www.freepik.com)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Iniciativas & Projetos

Evento online da EternamenteSOU e Sesc Pompeia terá como tema "Nossos tempos e as questões de gênero, saúde e sexualidade"

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...