conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Eventos

Violência contra idosos: conscientização em debate

Eventos desta semana destacam a violência contra a pessoa idosa

Na mesma semana em que se celebra o amor, com mais um Dia dos Namorados, o destaque vai para o enfrentamento da violência contra a pessoa idosa. Sábado, dia 15 de junho, é o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Vários eventos estão programados para sensibilizar a sociedade sobre as diferentes violências contra os idosos. Recentemente, por exemplo, Dori Boucault, especialista em relações de consumo, falou com o blog sobre os golpes aplicados contra pessoas idosas.

Entre os eventos que marcam a data, amanhã, dia 11 de junho, das 8 às 11h30, acontece o “I Seminário Estadual de Conscientização da Violência contra Pessoa Idosa”, com o tema “Quebrando o Ciclo do Silêncio”, na capital. As inscrições já estão esgotadas. E desde o dia 7, as unidades dos Sesc São Paulo realizam a “Campanha de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa – Respeitem as nossas histórias”, com foco no “reconhecimento e respeito às diferentes velhices para um futuro com liberdade e sem violência”.

O Sesc é pioneiro no Brasil e na América Latina no desenvolvimento de ações para a pessoa idosa. Tudo começou em 1963 com um pequeno núcleo de aposentados do comércio, e foi crescendo com grupos de convivência; o incentivo às Escolas Abertas da Terceira Idade, que começaram a surgir nos anos 1980, e a promoção de seminários, debates e jornadas de estudo.

A programação completa da campanha deste ano do Sesc com debates e eventos culturais no site. Um dos destaques é o encontro “Somos Diferentes como Você!”, amanhã, dia 11 de junho, das 19h30 às 21h30, no Sesc Belenzinho, coordenado pelas gerontólogas Evany Bettine e Thaís Bento Lima da Silva, professoras e mestres pela USP. Senhas serão distribuídas com 30 minutos de antecedência no local.

O tema também será debatido pela Rede Solidária de Formação em Envelhecimento da Pastoral da Pessoa Idosa da Arquidiocese de São Paulo, na tarde de quarta-feira, dia 12. O auditório da Livraria Paulinas, na Vila Mariana, receberá palestras de três profissionais que falaram sobre prevenção e repressão, aspectos criminais e os benefícios da musicoterapia.
Na segunda-feira, dia 17, está programada a Marcha de Conscientização Contra a Violência às Pessoas Idosas, que deve percorrer o centro de São Paulo. O laço roxo é o símbolo do evento.

Nacional

Já no dia 3 de junho, foi lançada a Campanha Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa, promovida pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (SNDPI). Uma das ações é o seminário “Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa: das ações às omissões”, que será realizado nesta quinta-feira, dia 13 de junho, das 13 às 18 horas, em Brasília. As inscrições terminam hoje, dia 10 de junho.

Denúncias de casos de violência podem ser feitas pelo Disque 100, que funciona 24 horas por dia, ou pelo aplicativo Proteja Brasil. Não fique calado, denuncie! (Fontes: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo / Sesc São Paulo / Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos /
Imagem de Sabine van Erp por Pixabay)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises