conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Saúde & Bem-estar

Vacinação contra a gripe será ampliada em São Paulo

De acordo com o governo do Estado, a adesão foi baixa na população idosa e está abaixo da média, com apenas 55,2% de vacinados

vacinação contra a gripe

O Estado de São Paulo vai ampliar a campanha de vacinação contra a gripe a partir de segunda-feira, dia 12 de julho. A fase dos grupos prioritários terminou na sexta-feira, com baixa adesão, principalmente entre as pessoas idosas. De acordo com o governo do Estado, foram aplicadas quatro milhões de doses, o que equivale a apenas 55,2% da cobertura vacinal desta faixa etária da população. Se você tem mais de 60 anos e ainda não se vacinou, procure uma unidade de saúde.

Um balanço divulgado na segunda-feira (5) revelou que, desde o início da campanha, no dia 12 de abril, apenas 8,4 milhões de doses foram aplicadas nos públicos-alvo, correspondendo a uma cobertura vacinal de 45,9%, entre um total de 18 milhões de pessoas. Com exceção dos indígenas – único grupo a atingir 100% de cobertura -, todos os demais públicos têm coberturas inferiores a 65%. A população idosa está abaixo dessa média com pouco mais de 50%.

Seguindo a legislação, devem ser priorizados nas salas vacinais os idosos com mais de 80 anos e há triagem diferenciada e orientações para quem apresentar sintomas respiratórios. Em 2020, o Estado de São Paulo registrou 809 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) atribuíveis ao vírus Influenza e 119 óbitos.

Quem também estiver entre os públicos da vacinação contra covid-19 deve respeitar um intervalo de 14 dias para receber a vacina da gripe. Se houver interesse em intercalar o cronograma, como o imunizante contra o novo coronavírus é aplicado em duas doses, é possível receber a primeira, aguardar 14 dias para receber a da gripe, e depois esperar no mínimo mais 14 dias para receber a segunda dose contra covid-19.

Respeitando os protocolos de prevenção, as salas de vacinação deverão manter organização do ambiente e evitar aglomerações, com distanciamento entre mesas e profissionais e pacientes, além da disponibilização de álcool para higienização das mãos. A aplicação da vacina contra a gripe deve ocorrer em sala distinta da reservada para imunização contra covid-19.

(Fonte: Governo do Estado de São Paulo / Foto: Gilberto Marques – Governo do Estado de São Paul – Divulgação)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...

Notícias

Medida adotada pela prefeitura da capital, que entrou em vigor em fevereiro, vem gerando questionamentos por ter retirado um direito adquirido de idosos com...