conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Iniciativas & Projetos

#StopIdadismo será lançado nesta sexta (30)

Movimento global será lançado com live no Facebook e YouTube, transmitida simultaneamente para os países participantes

#StopIdadismo reúne organizações sociais e meios de comunicação de diferentes países

Uma videoconferência nesta sexta-feira, dia 30 de abril, marcará o lançamento do movimento internacional #StopIdadismo. No evento, transmitido simultaneamente para 11 países de línguas portuguesa e espanhola, será apresentado o site oficial da iniciativa (www.stopidadismo.pt) e lançada a campanha #VamosFalarDeIdadismo. No Brasil, a live começará às 11 horas na página do movimento no Facebook e no canal do YouTube.

A cerimônia virtual terá a presença do médico gerontólogo e epidemiologista Alexandre Kalache, consultor das Nações Unidas para questões do envelhecimento e uma das principais referências no tema. Também participam José Carreira, representante do #StopIdadismo; Laura Cañete (ASISPA, da Espanha); António Ferrari (assessor de Comunicação da ONU para Portugal) e Rosa Monteiro (Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade de Portugal). A moderação será de Ana Carrilho, jornalista da Rádio Renascença.

O movimento atende a um apelo da Organização Mundial da Saúde (OMS), por ações que combatam o chamado idadismo, comportamento que ficou ainda mais evidenciado na pandemia de covid-19. De acordo com relatório lançado pela OMS e outras agências da Organização das Nações Unidas (ONU) no dia 18 de março de 2021, uma em duas pessoas discrimina idosos, com atitudes que agravam a sua saúde física e mental e reduzem a sua qualidade de vida.

Organizado com base em uma pesquisa realizada com 83 mil pessoas em 57 países, o “Relatório Global sobre Preconceito de Idade” apontou que “a discriminação por idade se infiltra em muitas instituições e setores da sociedade, incluindo aqueles que fornecem assistência médica e social, no local de trabalho, na mídia e no sistema jurídico”.

O documento nota que as respostas para controlar a pandemia de covid-19 revelaram o quão generalizada é a discriminação por idade, na medida em que pessoas mais jovens e idosas foram estereotipadas no discurso público e nas redes sociais.

Parcerias

Em linha com a OMS, um conjunto de organizações sociais e meios de comunicação de países iberoamericanos estruturou o movimento global #StopIdadismo. Iniciado na Espanha pela ASISPA (instituição de atenção a pessoas em vulnerabilidade e exclusão social), o movimento rapidamente recebeu apoio em Portugal das Obras Sociais Viseu e Together International Portugal (ONG que atua no combate às desigualdades sociais e campanhas de ajuda humanitária), além das adesões de ANIES, Magestil, Miss Viseu, Revista AmoViseu, Revista Bica, Revista Envelhecer e RSDHEAS Portugal e Brasil.

A campanha cruzou o Atlântico com parcerias no Brasil com do Portal LongeviNews, Aptare 360, 50 Mais Aprendiz Digital, Jornal da 3ª Idade, Página 2 e o Movimento Nacional Vidas Idosas Importam. A iniciativa também tem apoiadores na Argentina, Chile, Colômbia, Cuba, El Salvador, México (Universidad Autónoma de Querétaro), Panamá e Venezuela.

O objetivo central do movimento #StopIdadismo é produzir e difundir informações, reflexões, dados atualizados e outros elementos que contribuam para ações organizadas de enfrentamento ao idadismo. Na live de lançamento será lançada a campanha #VamosFalarDeIdadismo, que pretende recolher testemunhos sobre uma das causas de marginalização mais comuns no mundo: a discriminação em função da idade.

Como participar

A proposta da campanha é reunir e compartilhar depoimentos para sensibilizar as pessoas sobre as melhores estratégias para pôr fim a esse tipo de preconceito e construir uma comunidade para todas as idades. Para participar, basta gravar com celular um vídeo de curta duração, preferencialmente com a tela na horizontal, respondendo a três perguntas: 1. Alguma vez foi discriminado pela idade? 2. Que razões podem motivar essa discriminação? 3. Como podemos combater o idadismo?

Os vídeos e outras manifestações de apoio devem ser encaminhados para o endereço info@stopidadismo.pt e serão publicados no site próprio do movimento (www.stopidadismo.pt). Podem também ser compartilhadas nas redes sociais com as hashtags #StopIdadismo #VamosFalarDeIdadismo #AWorld4AllAges #StopEdadismo #UmMundoParaTodasAsIdades.

(Fonte e imagens: Movimento StopIdadismo)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...

Notícias

Medida adotada pela prefeitura da capital, que entrou em vigor em fevereiro, vem gerando questionamentos por ter retirado um direito adquirido de idosos com...