conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Iniciativas & Projetos

Startup oferece cuidado diferenciado e oportunidade para 45+

Vivmais. de Silvia Scagliarini, é uma empresa de cuidados habilitada em tecnologia de inovação para atender os longevos

Cuidado social - startup - Vivmais

Oportunidade para profissionais graduados 45+ e serviços diferenciados de estímulo ao envelhecimento ativo são os focos do trabalho desenvolvido pela startup Vivmais. Silvia Scagliarini, fundadora e CEO, explica que é uma empresa de cuidados habilitada em tecnologia de inovação: “Possuímos uma plataforma própria de serviços e profissionais comprometidos em criar um sistema de atendimento que propicia o envelhecimento ativo. Os beneficiários têm uma conexão entre as demandas possíveis de cuidados e as ofertas de serviços ao bem-estar e saúde”.

A relação de Silvia (foto) com o cuidado e bem-estar dos idosos começou na infância, quando buscava ser a companheira de suas avós para todas as atividades. “Sempre ao lado dos longevos, fui crescendo, ouvindo, apreendendo com as histórias de vida, tendo a certeza de que o envelhecimento saudável e ativo requer esforços familiares, os quais nem todas as famílias têm este suporte”, destaca.

Em 2015, a empreendedora se desligou do mundo corporativo e recebeu o convite para conhecer melhor o segmento da longevidade com instituições na Suíça e França. No ano seguinte, em Israel, Silvia trabalhou como “metaplet”, como são chamados os acompanhantes de idosos por dois anos. “No momento da construção de um novo caminho profissional, decidi empreender e desenvolver um negócio que me permitisse oferecer um padrão de serviços de cuidados”, conta.

Modelo de negócio

A Vivmais foi incubada pela Escola de Negócios do Sebrae-SP em 2016, segundo Silvia, construindo o modelo de negócio e validando-o com a participação em concursos de aceleração. No ano seguinte, em parceria com a Associação Beneficente e Cultural B’nai B’rith São Paulo, o modelo foi aplicado no Edital de Chamamento público da Secretaria de Desenvolvimento Social e do Conselho Estadual do Idoso de São Paulo, intitulado Projeto Beneficente Juntando Pontas – Integrando o Idoso, a Família e Sociedade.

O Juntando Pontas foi executado e gerenciado pela equipe Vivmais entre agosto de 2019 e dezembro de 2020, com foco nos pilares de educação, bem-estar e saúde e tecnologia. O projeto formou 150 profissionais no curso Empreendedor do Cuidado Social, em parceria com o Residencial Albert Einstein e o Sebrae-SP, proporcionou atendimento personalizado a idosos, tanto presenciais quanto online, e  foi desenvolvida a plataforma digital.

O trabalho do Juntando Pontas foi reconhecido em 2020 com o Selo Municipal de Direitos Humanos e Diversidade, oferecido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura Municipal de São Paulo.

Foco empresarial

Atualmente incubada pela Eretz.Bio, área integrante da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein, em 2020 foi iniciado o processo de transição da modelagem do negócio. O projeto social Projeto Juntando Pontas deu lugar aos modelos de negócios B2C (Bussiness to Consumer, ou seja, com foco no consumidor final) e B2B (Business to Business, entre empresas) da startup Vivmais Saúde & Longevidade. No ano passado, foram lançados os aplicativos da plataforma.

Entre as atividades oferecidas estão atividades básicas de informática, jogos de tabuleiro (xadrez, dama, dominó, rummikub e puzzle) e de cartas (buraco, trinca, tranca), atividades lúdicas e cognitivas, atividades artísticas e musicais, atividades físicas (dança sênior, yoga, condicionamento físico), passeios, caminhadas, e acompanhamento em compras e consultas médicas.

“A Vivmais, traz nova frente de inserção de profissionais acima de 40 anos no mercado de trabalho: empreendedores do cuidado social, unindo propósito pessoal com atividade profissional. São os agentes de transformação na manutenção da saúde e qualidade de vida dos longevos”.

Os profissionais que integram a startup participam de um curso de formação humana e integral – Conhecendo a Pessoa Idosa, com carga horária de 120 horas, que deve ser gratuito. “Estamos buscando investimento para poder subsidiar o curso e garantir a gratuidade aos alunos”, ressalta Silvia.   

Equipe e serviços

Atualmente há 80 empreendedores do cuidado social no quadro de colaboradores, e está aberto um novo processo seletivo para profissionais com 45 anos ou mais, com nível superior em qualquer área do conhecimento. “Neste ano, estamos ampliando para outras cidades fora de São Paulo e estados. Os candidatos interessados já podem fazer o cadastro para o processo seletivo”. Mais informações no site da www.vivmais.com.br.

Para os longevos e familiares, Silvia explica que a startup traz a oportunidade de contar com um serviço sem a necessidade de ter vínculo empregatício, de acordo com demandas pontuais, urgentes e até mesmo mais extensas. Os clientes escolhem o tipo de atendimento: domiciliar, externo ou on-line, e as atividades.

Os atendimentos domiciliares e externo estão focados na cidade de São Paulo.  Para o atendimento on-line, não há essa limitação. O plano, de acordo com a fundadora, é chegar às cidades de Rio de Janeiro, Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR).

(Imagem principal: Old mother photo created by katemangostar – www.freepik.com)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises