conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Iniciativas & Projetos

Sesc São Paulo realiza campanha “Onde mora a violência?”

campanha onde mora a violência pessoa idosa Sesc São Paulo

O Sesc São Paulo desde 2015 se engaja anualmente na campanha de conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, que tem o dia mundial em 15 de junho. A instituição dedica uma semana inteira à discussão do tema a partir de abordagens multidisciplinares. Desde o dia 15 até 21 de junho, a campanha propõe exercício coletivo de valorização do envelhecimento e fortalecimento das redes de apoio ao idoso.

No contexto da pandemia causada pelo novo coronavírus, em que o idoso foi incluído no chamado grupo de risco, a campanha do Sesc acontece em âmbito nacional e propõe o tema “Onde mora a violência?”, uma reflexão sobre a segurança doméstica e o papel da sociedade na construção de uma convivência harmoniosa entre famílias e gerações. 

Nas plataformas digitais e redes sociais da instituição, a campanha circula conteúdos informativos e promove transmissão ao vivo de encontros e bate-papos com artistas e especialistas – entre eles Claudete Soares e Conceição Evaristo –  sobre as diversas formas de violência presentes na cultura e no cotidiano. Saiba mais no site sescsp.org.br/contraviolencia.

“O programa Trabalho Social com Idosos do Sesc São Paulo é pioneiro na promoção de ações endereçadas a esse público, discutindo temas da contemporaneidade por meio de seminários, mostras de filmes, bate-papos, rodas de conversas, palestras e ciclos de debate, com acolhimento e cuidado”, destaca Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

Durante a pandemia, acentua-se o olhar discriminatório para o idoso, que passa a ser visto com desconfiança e, muitas vezes, como alguém de pouca relevância social. Nesse aspecto, a valorização do processo de envelhecimento e fortalecimento das redes de apoio são pontos essenciais para fomentar o exercício coletivo do cuidado e da segurança das pessoas idosas em suas relações cotidianas.

Abertura

A campanha de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa foi aberta na segunda-feira, dia 15 de junho, no canal do Sesc São Paulo no YouTube, com um debate ao vivo, sob o tema “Violência contra o Idoso durante a Pandemia”, com a participação de Alexandre Silva, doutor em Saúde Pública pela USP; da escritora Conceição Evaristo; e de Alexandre Kalache, presidente do Centro Internacional da Longevidade.

A abertura coube a Vania Herédia, socióloga e presidente do Departamento de Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). A mediação foi de Gabriel Alarcon, assistente da Gerência de Estudos e Programas Sociais do Sesc São Paulo. O vídeo está disponível no canal.

Na quarta-feira, dia 17 de junho, às 15 horas, a programação inclui um bate-papo musical. O vídeo, que estará disponível no Youtube do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc SP apresenta Marília Berzins, especialista em Gerontologia e doutora em Saúde Pública pela USP, e a cantora Claudette Soares em uma reflexão sobre os lugares da violência contra o idoso no cotidiano.  A música, fio condutor do roteiro, aponta para aspectos da violência presente em canções e também na vida cotidiana.

Envelhecimento

Entre as ações do Sesc São Paulo, conheça a série “Envelhecer”. Em 13 episódios, dirigidos por Claudia Erthal e Paulo Markun, o espectador acompanha depoimentos que refletem sobre o envelhecer no século 21. Quais as incertezas, tensões, exclusões, violências, mas também conquistas, alegrias e realizações dessa população. Disponível na Plataforma de streaming do SescTV pelo link.

Destaque também para o curso “Como estamos envelhecendo?”, que assim como a série já foi destaque no blog Nova Maturidade (leia mais aqui). Com base nas diretrizes do programa Trabalho Social com Idosos do Sesc São Paulo e pesquisas sobre o tema, o curso apresentado pela atriz Zezé Motta aproxima e sensibiliza um público interessado na temática do envelhecimento. São seis aulas, acompanhadas por textos de apoio, indicação de filmes, músicas e artigos. O curso é gratuito e está disponível na Plataforma Sesc Digital. Acesse aqui.

Outra iniciativa importante é a “Revista Mais 60 – Estudos sobre envelhecimento”. Publicação quadrimestral de artigos e matérias que abordam assuntos relacionados ao envelhecimento, como violência, sexualidade, trabalho e direitos, estimulando reflexões entre estudantes, profissionais e interessados na cultura da longevidade. Confira a edição atual e as anteriores no Portal do Sesc São Paulo.

Trabalho social

O Sesc SP é um dos pioneiros no trabalho social voltado para a população idosa. Ao longo de mais de meio século de presença no cenário sociocultural, primeiro em São Paulo e em seguida nacionalmente, as ações voltadas aos idosos oferecem espaços de convívio, experimentação de linguagens artísticas, trabalho corporal e ações em diferentes campos da cultura, tendo na educação o dispositivo de transformação social.

Para dar visibilidade a esse grupo etário, dar conta da realidade presente e antecipar realidades futuras, é fundamental desenvolver estudos e sistematizar reflexões e práticas que possibilitem às propostas um diálogo contínuo com seu público prioritário – os velhos – mas, também, com pessoas de outras faixas etárias. Esta interlocução objetiva ampliar o foco de atuação e discussão sobre a velhice para o processo de envelhecimento. (Fonte e imagem principal: Sesc São Paulo)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises