conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Eventos

Sesc São Paulo promove encontros sobre envelhecimento e violência

Debates nos dias 22 e 29 de junho e no dia 6 de julho propõem reflexão sobre violências estruturais e marginalização de pessoas idosas

Sesc São Paulo realiza a campanha de conscientização da violência contra a pessoa idosa

Neste mês de junho, o Sesc São Paulo realiza a Campanha de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Entre as ações, que tiveram início no dia 15, Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, encontros virtuais com o tema: “Envelhecimentos invisibilizados, violências estruturais”. Nos debates, as violências estruturais e as crenças e atitudes que ampliam a marginalização das pessoas idosas. Para participar é preciso se inscrever no link. A transmissão será pelo Microsoft Teams.

O encontro de terça-feira, dia 22 de junho, às 19 horas, terá como tema “Violência estrutural, aparência e idadísmo”.  Uma discussão sobre como as imagens e percepções acerca da velhice impactam nas possibilidades de envelhecer com liberdade. A convidada é a professora Andrea Lopes, antropóloga, docente da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP), e coordenadora do grupo de pesquisa Envelhecimento, Aparência e Significado. Inscrições até hoje (dia 21).

Na próxima terça, dia 29, no mesmo horário, o encontro será sobre “Violência estrutural e mercado de trabalho”. Uma abordagem sobre as possibilidades e desafios vivenciados por idosos que desejam e precisam continuar a vida laboral, com Jorge Felix, professor de Gerontologia da USP e doutor em Ciências Sociais (PUC-SP). Comentarista de Longevidade da TV Globo, é autor dos livros “Viver Muito” e “Economia da Longevidade”. Inscrições entre os dias 22 e 28 de junho.

Sesc São Paulo realiza a campanha de conscientização da violência contra a pessoa idosa

A série de encontros terminará no dia 6 de julho, também às 19 horas, com o tema “Violência estrutural e Covid-19”.  Uma análise sobre como a sociedade brasileira cuidou dos idosos durante a pandemia pelo covid-19, com a médica geriatra Karla Giacomin. A coordenadora da Frente Nacional de Fortalecimento às instituições de longa permanência para idosos (ILPIs) é mestre em Saúde Coletiva (UFMG) e doutora em Ciências da Saúde (Fiocruz). Inscrições de 29 de junho a 5 de julho.

Os encontros sobre “Envelhecimentos invisibilizados, violências estruturais” terão mediação de Felipe Borges, gerontólogo e gerente de projeto financiado pelo Fundo Estadual do Idoso de São Paulo, e de Karen Elise, gerontóloga, especialista em Sociopsicologia.  

(Fonte: Sesc São Paulo)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises