conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Cultura

Série “Transparent”: velhice, sexualidade e gênero

Transparent Amazon

A série “Transparent” não é apenas sobre uma pessoa que depois dos 60 assume o gênero com que realmente se identifica, o popular “sair do armário”. Criada por Jill Soloway, são quatro temporadas e um especial musical de encerramento. Os episódios destacam a diversidade de gênero, aceitação, velhices e também a cultura judaica, entre outros temas.

Trans, o patriarca da família Pfefferman, na verdade sempre foi Maura, a protagonista vivida por Jeffrey Tambor. “Minha vida inteira me fantasiei de homem”, diz em certo momento. Enquanto para sua ex-esposa Shelly, vivida por Judith Light, ela foi trocada por uma mulher e essa mulher era seu marido.

Lançada em 2014, “Transparent”, produção original da Amazon, nos faz pensar como gênero e sexualidade ainda são tabus para a grande maioria. O caminho foi longo para Maura, que, embora tolhida, na infância já sabia que aquele corpo masculino não lhe pertencia. Ela passa pelo cross-dressing, homens que se vestem como mulheres. E na velhice, frequenta o Centro LGBT de Los Angeles, onde encontra uma segunda família.

Confira o trailer da primeira temporada em inglês

Os Pfefferman aceitam e abraçam a “pamãe”, como passam a chamá-lo. Mas, mesmo assumindo para a família e para o mundo a mulher que sempre foi, são muitos os desafios. Principalmente as instituições que não estão preparadas para as pessoas LGBT, como hospitais e aeroportos.

Desafios compartilhados

E não é só Maura que enfrenta problemas, suas filhas Sarah (Amy Landecker) e Ali (Gaby Hoffman) também vivem conflitos de sexualidade e gênero. Sarah transita pela bissexualidade, experimentando até o poliamor. Ali com o tempo aprende a viver de forma fluída sua identidade de gênero, sem o binarismo homem ou mulher.

Maura e Shelly
As matriarcas da família Pfefferman, Maura e Shelly

Todos na família têm uma vida sexual intensa, inclusive o filho, Josh (Jay Duplass), e a ex-esposa de Maura, Shelly. Os únicos cisgêneros, ou seja, que se identificam com o gênero a que estão biologicamente alinhados. Eles vivem entre diferentes amores. Shelly, mais constante, depois de Maura, vive por anos com Eddie e depois tem um relacionamento com Buzz. Já Josh, descobre ser viciado em sexo e amor.

São muitas as descobertas e desafios ao longo das temporadas de “Transparent”. Dúvidas compartilhadas sobre comportamento, relacionamentos, identidade de gênero, família, afetos e amores. Há limites ou mesmo uma idade para descobrir o que realmente lhe faz feliz? A vida é um constante aprendizado. É preciso sair da caixa ou do “armário” para saber mais sobre o mundo e sobre nós mesmos.  (Katia Brito)

OBS: Para escrever sobre a série recorri a aula “Envelhecimento e diversidade: sexualidade e questões de gênero”, da pós-graduação em Gerontologia, ministrada pelo professor Diego Miguel. Ele citou o Manual de Comunicação LGBT.

Leia mais sobre Velhices LGBT no blog Nova Maturidade e conheça o trabalho da ONG EternamenteSou, que tem Diego como padrinho.

Informação importante sobre o protagonista da série, o ator Jeffrey Tambor foi demitido na quarta temporada, acusado de assédio.

Assista as temporadas da série e confira outros conteúdos na Amazon Prime.

(Katia Brito / Fotos: Divulgação)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises