conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Cultura

Série Modern Love destaca o amor maduro

Modern Love - Amazon Prime

Amores modernos vividos em sua plenitude, superando obstáculos e se abrindo a novas possibilidades. Assim são os oito episódios da série “Modern Love”, da Amazon Prime Vídeo, baseada em história reais publicadas ba coluna de mesmo nome do jornal The New York Times. Em parte deles o amor maduro é o foco, não necessariamente na forma de relações amorosas ou sexuais, mas na amizade e cumplicidade que ele traz.

O episódio que abre a série é “Quando o Porteiro é Seu Melhor Homem”, dirigido por John Carney, que traz a relação entre revisora de livros Maggie (Cristin Milioti) e o porteiro do prédio onde mora, Guzmin (Larentiu Possa). O homem mais velho e experiente se transforma em confidente e guardião da jovem que engravida de forma inesperada.

Há ainda a jornalista Julie (Catherine Keener) que ajuda Joshua (Dev Patel) a reencontrar um grande amor no segundo episódio, também dirigido por Carney. “Quando o Cupido é uma Jornalista Curiosa” também a leva a resolver uma história antiga de amor, ao lado do sempre charmoso Andy Garcia, para poder seguir em frente.

Modern Love -

Em “Renovando pra Manter o Jogo Vivo”, dirigido por Sharon Horgan, um casal maduro, na faixa dos 40, 50 anos, vive uma crise já pensando no ninho vazio. Neste quarto episódio, Denis Leary e Ann Leary são interpretados por Tina Fey e John Slattery (foto). E o que será deles quando os filhos saírem de casa? O marido propõe que façam cruzeiros e a mulher revida: “Vamos passar 40 anos fazendo cruzeiros?”. Não é a solução, não é mesmo?

A relação confusa entre um homem experiente, gênio da tecnologia, já avô, e uma jovem que trabalha com ele é o tema do sexto episódio: Então Ele Parecia um Pai, e Era Só Um Jantar, não é?”, dirigido por Emmy Rossum. Julia Garner interpreta Madeline e Shea Whigman, é Peter. Ela em busca de um pai e ele de uma nova possibilidade de viver o amor.

O desencontro dos dois o leva a querer se distanciar e quando ele se emociona na frente dela, os estigmas do envelhecer se apresentam: “Você não é velho demais para chorar?”. E ele responde: “Por que? Não posso ter emoções? Somos todos humanos!”.

Modern Love - Margot e Kenji

O destaque, porém, é o último episódio de “Modern Love” com o título sugestivo: “A corrida fica mais gostosa na volta final”, dirigido por Tom Hall. Margot (Jane Alexander) e Kenji (James Saito), nos seus 70 anos, vivem um amor maduro em plenitude. Se conhecem em uma corrida, encontram um ritmo em comum  e vão morar juntos. Uma união mais realista, com outro olhar sobre o compromisso entre sobreviventes de perdas e erros. Diferente, mas também o mesmo amor vivido pelos mais jovens.

(Katia Brito / Imagens: Divulgação)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Notícias

Medida adotada pela prefeitura da capital, que entrou em vigor em fevereiro, vem gerando questionamentos por ter retirado um direito adquirido de idosos com...

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...

Notícias

Avanço da campanha de imunização no Estado, de acordo com o governo paulista, depende da chegada das vacinas da Fiocruz