conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Notícias

SBGG alerta para cuidados nas festividades

Entidade divulgou em suas redes sociais recomendações para reduzir riscos de contágios para pessoas idosas no Natal e Réveillon

SBGG alerta para cuidados nas festividades de fim de ano

Apesar da queda no número de internações e óbitos por covid-19, o momento ainda é de cautela diante da nova variante, a ômicron, que circula no país. A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) preparou algumas recomendações, divulgadas em suas redes sociais, para reduzir os riscos de contágio para pessoas idosas que vão participar de festas de fim de ano com familiares e amigos.

Os riscos de contágio em confraternizações e encontros de fim de ano, de acordo com a SBGG, podem ser mitigados com ações que envolvem: ambiente, proteção e convidados. A principal recomendação é “que a forma mais segura de passar o Natal e o Réveillon é ficar em casa e celebrar apenas com as pessoas mais próximas, que residem no mesmo espaço”.

Para quem for passar as festividades com outras pessoas, além daquelas que moram na mesma residência, a SBGG orienta a não compartilhar objetos, como talheres ou copos. Outro cuidado importante com convidados e ambientes é dar preferência a locais abertos ou bem ventilados e limitar o número de convidado de acordo com o espaço para manter o distanciamento.

Vacinação contra a covid-19

Entre os cuidados recomendados para as festividades, estão também não confraternizar com pessoas que não se vacinaram contra a covid-19 e tomar a dose de reforço, o que vale tanto para pessoas idosas como para aqueles que estiverem aptos. De acordo com o Ministério da Saúde, pode tomar a terceira dose qualquer pessoa maior de 18 anos que tenha recebido as duas doses de vacina, respeitando o prazo mínimo dos quatro meses após a segunda aplicação.

Porém, há ainda aqueles que não retornaram para a segunda dose. Número que de acordo com informações da Agência Brasil, em novembro, era de 21 milhões de pessoas no país. Apenas no estado de São Paulo, eram 3,4 milhões sem a segunda dose no início de dezembro. As pessoas acima de 60 anos eram a menor parcela entre àqueles sem o esquema vacinal completo no estado, 176 mil pessoas.

(Fontes: SBGG, Agência Brasil e Governo do Estado de São Paulo / Imagem principal: New year photo created by freepik – www.freepik.com)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises