conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Iniciativas & Projetos

Projeto Cidade Amiga para Todas as Idades vence premiação

Yeda Duarte - Homenagem Maria Lucia Lebrão

O encerramento do V Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo, realizado no dia 12 de setembro, foi marcado por muita emoção com a premiação em homenagem a Maria Lucia Lebrão. O Prêmio Científico recebeu o nome da saudosa professora que dedicou sua vida à pesquisa gerontológica e à formação de profissionais em saúde e envelhecimento, com destaque para o Estudo SABE – Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento, iniciado nos anos 2000.  

A homenagem, como mostra a foto principal, foi feita pela profa. dra. Yeda Duarte, que atualmente coordena o Estudo SABE. O evento contou com ainda a presença da irmã da homenageada, Ana Lucia Lebrão.

Fabiana Satiro, Ana Maria Lebrão e Yeda Duarte - homenagem premiação
Ana Maria Lebrão (ao centro) recebeu a homenagem feita à irmã de Fabiana Satiro (à esq.) e Yeda Duarte, acompanhadas virtualmente por Marília Berzins

Os trabalhos foram conduzidos por Marília Berzins, mestre em Gerontologia Social e presidente do Observatório da Longevidade Humana e Envelhecimento (OLHE), que coordenou a comissão científica do Congresso. Na mesa de encerramento, quem recebeu os vencedores foi Fabiana Satiro, que atua na área da gerontologia com ensino e pesquisa e é voluntária na Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz).

A comissão contou ainda com a Áurea Soares Barroso, mestre em Gerontologia e doutora em Serviço Social; Rachel Katz, coordenadora da área do Serviço Social da Unibes; Jose Carlos Ferrigno, especialista em Gestão de Programas Intergeracionais e consultor de empresas e instituições socioculturais, e Dineia Cardoso, supervisora do núcleo de lazer da Coordenadoria de Gestão de Políticas Públicas e Programas de Esporte e Lazer da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer.

Vencedores

O primeiro lugar da premiação ficou com o trabalho São José do Rio Preto – Uma Cidade Amiga Para Todas as Idades, realizado por uma equipe que foi representada por Marília Louvison, mestre e doutora em Saúde Pública, e inclui o prof. Dr. Alexandre Kalache. O trabalho reuniu dados da iniciativa que vem sendo desenvolvida na cidade do interior de São Paulo, desde abril de 2019, coordenada pelo Conselho Municipal do Idoso, em parceria com o Instituto CPFL e o Centro Internacional de Longevidade (ILC, sigla em inglês) Brasil.

São José do Rio Preto Cidade amiga para todas as idades
Kalache em reunião do projeto em São José do Rio Preto em março de 2019 (Foto: Ivan Feitosa/SMCS)

As etapas incluem o envolvimento ativo das pessoas idosas, avaliar as condições que a cidade oferece, desenvolver um plano de ação e como será o monitoramento. A iniciativa une o poder público, a sociedade civil, recursos da comunidade e universidade para trazer evidencias, responder necessidades dos idosos e dar voz a eles no processo de desenvolvimento e monitoramento do plano.

O projeto pretende que São José do Rio Preto, assim como ocorreu com Veranópolis (RS) e Jaguariúna (SP), receba o título de Cidade Amiga do Idoso, concedido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Os vencedores foram representados no Congresso pela prof. dra. Yeda Duarte.

Estudo SABE

Silvio Barbieri, Ana Maria Lebrão, Yeda Duarte e Fabiana Satiro
Silvio Barbieri recebeu a premiação de Ana Maria Lebrão, acompanhada de Yeda Duarte e Fabiana Satiro

Silvio Fernando Barbieri e Paulo José Fortes Villas Boas conquistaram o segundo lugar com o trabalho Fatores associados à satisfação com o local de moradia dos idosos no munícipio de São Paulo – Estudo SABE. O objetivo foi conhecer aspectos de satisfação com bairro de residência do idoso, analisando as respostas de moradia do Estudo SABE 2015.

O resultado apresentado por Silvio na premiação mostrou que grupos de idosos têm percepções distintas com relação ao bairro que moram, o que pode ser verificado com base em ferramentas de domínio público, como é o SABE. Dados que são importantes para subsidiar a tomada de decisão e maximizar a distribuição de recursos públicos. Os exemplos indicam que bairros da região Campo Limpo e Vila Prudente não são tão amigos dos idosos, como o Planalto Paulista e Vila Mariana, por exemplo.

Mulher e mobilidade

Lucila Egydio - Mulher idosa e Longevidade

O trabalho Mulher idosa e mobilidade urbana na realidade brasileira – pistas para reflexão, parte da tese de mestrado de Lucila Egydio (foto) com orientação da professora Bibiana Graeff ficou com o terceiro lugar da premiação. A dissertação a partir da revisão de literatura e análise de fala de mulheres do projeto Bairro Amigo do Idoso.

Os levantamentos, segundo Lucila, mostram a necessidade de um olhar específico para a mulher idosa, já que as relações de gênero determinam todo o ciclo de vida. São elas que acabam definindo os limites ou possibilidade para evoluir e conquista um envelhecimento mais bem-sucedido.

A constatação é que houve avanços, mas ainda há obstáculos à mobilidade, que afetam a decisão de sair ou não de casa e tem consequência sobre a cognição e a saúde de forma geral. Segundo a pesquisadora, é urgente fomentar mais estudos e o planejamento de ações deve ser sensível às especificidades da mulher idosa.

Congresso

No site do Congresso, conheça outros trabalhos que concorreram e o conteúdo das palestras que fizeram parte das mesas de debate. O Congresso completo está disponível no canal do YouTube do vereador Gilberto Natalini, idealizador do evento. Leia mais sobre o evento no blog. (Katia Brito)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises