conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Iniciativas & Projetos

Programa leva meditação e serenatas a idosos

Iniciativas de equipes do Programa Acompanhante de Idosos (PAI) de São Paulo ajudam população idosa durante a pandemia de covid-19

Programa Acompanhante de Idosos (PAI) em São Paulo

Para aplacar a solidão e oferecer a pessoas idosas mais alegria e bem-estar durante o período de distanciamento imposto pela pandemia de covid-19, equipes do Programa Acompanhante de Idoso (PAI), da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (SMS), decidiram diversificar sua atuação e recorrer a práticas de meditação e serenatas, por exemplo, como complemento ao trabalho que já desenvolvem.

Desde abril, o PAI da Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Sônia, na zona oeste da capital, ensina técnicas de meditação aos idosos que atende. No PAI da UBS Dr. José Toledo Piza, na zona norte, a equipe resolveu resgatar a tradição das serenatas e levar música aos idosos aniversariantes. O projeto, batizado de Florescer, teve início no ano passado, quando os 120 idosos atendidos pela unidade ganharam serenatas.

De acordo com a Delmara Buscatti, coordenadora do programa, o PAI tem foco no atendimento domiciliar para tentar diminuir as vulnerabilidades e dar mais autonomia para os idosos. “Eles são estimulados através de jogos cognitivos, como dominó e outras atividades, como pintura. Fazemos caminhadas, fazemos datas festivas e todas são comemoradas com eles e com os familiares”, explica.

O minidocumentário Construindo Histórias, produzido pela Prefeitura de São Paulo, destaca este importante programa municipal, implantado em 2008, com depoimentos de profissionais e de pessoas idosas atendidas.

Equipe do PAI

A equipe do PAI é composta por um coordenador com formação em Serviço Social, médica, enfermeiro e técnicos em enfermagem, além de acompanhantes de idosos. Os profissionais realizam atendimentos de saúde e apoio às atividades de vida diária em domicílio com o objetivo de promover a inclusão da população idosa nos sistemas de saúde e assistência social.

São atendidos 5.800 idosos no munícipio de São Paulo, auxiliados em atividades cotidianas, como higiene pessoal e doméstica, preparo de alimentos, exercícios físicos e acompanhamento a consultas médicas, supermercado e outras ações externas. O objetivo é promover assistência integral à saúde da população idosa, desenvolvendo autocuidado, autonomia, independência e melhoria do estado de saúde.

Para se cadastrar é preciso procurar uma das 38 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de toda a cidade de São Paulo, que contam com equipe do programa.

(Fonte: Prefeitura de São Paulo / Imagem de Sabine van Erp por Pixabay )

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises