conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Cultura

Premiação de cinema vai homenagear Zezé Motta

Zezé Motta será homenageada em agosto (Divulgação)


Atriz, cantora, mãe de seis filhos, ativista na luta contra o racismo, Zezé Motta. que completará 75 anos no dia 27 de junho, será a grande homenageada no 18º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, que tem como tema a música no cinema. A Academia Brasileira de Cinema divulgou recentemente a lista com os filmes finalistas da premiação, que este ano será no dia 14 de agosto, com transmissão ao vivo pelo Canal Brasil. 

Xica da Silva é um dos marcos da carreira de Zezé Motta (Reprodução)

Zezé se mantém plenamente ativa e recentemente, como divulgado em seu blog oficial, fechou a narração da série “Serengeti”, uma produção da IX Entertainment e John Downer Productions para a BBC, adquirida pelo Discovery, com estreia em agosto. Na versão americana quem narra é Lupita Nyong’o, conhecida por atuações em “Star Wars”, “Vingadores”, “Pantera Negra”, entre outros. O Parque Nacional do Serengeti, localizado no continente africano, é patrimônio da humanidade consagrado pela Unesco. Saiba mais sobre a carreira da atriz e suas lutas no Blog da Zezé.

Com 50 anos de carreira, Zezé, lançou 14 discos, fez mais de 40 filmes, além de 35 novelas. Na tela grande, destacam-se “Vai trabalhar, vagabundo”, de Hugo Carvana (1973); “Xica da Silva” (1976) e “Quilombo” (1984), ambos de Cacá Diegues; “Anjos da noite”, de Wilson Barros (1987); “Tieta do Agreste” (1996) e “Orfeu” (1998), também dirigidos por Cacá; “Cronicamente inviável”, de Sérgio Bianchi (2000), e “Bróder”, de Jefferson De (2010).

Premiação

Chacrinha é interpretado por Stepan nercessian (Divulgação)

O campeão de indicações do Grande Prêmio é “Chacrinha : O Velho Guerreiro”, dirigido por Andrucha Waddington e produzido pela Media Bridge, que disputa o Troféu Otelo em 12 categorias. “O Grande Circo Místico”, de Cacá Diegues, tem dez indicações, seguido por “Benzinho”, de Gustavo Pizzi, com nove.

Escolhidos pelos sócios da Academia, em votação auditada pela PwC (a mesma que faz a apuração do Oscar), os finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro concorrem ao Troféu Otelo em 33 categorias, sendo quatro inéditas: melhor filme ibero-americano lançado no Brasil e as melhores séries brasileiras de produção independente de ficção, documentário e animação exibidas na TV por assinatura e no OTT.

A disputa deste ano reuniu 74 longas de ficção, 67 longas documentários, dois longas infantis, 55 curtas nacionais, além de 43 longas estrangeiros e 11 longas ibero-americanos. Apenas um longa-metragem animação foi inscrito: “Peixonauta – O Filme”, que receberá uma menção honrosa. Ao todo, 1986 profissionais foram inscritos e mais de 200 concorrem ao troféu.

Os vencedores serão escolhidos no segundo turno. Desde sexta-feira, dia 21 de junho, além dos membros da Academia, o público vota nos seus favoritos nas categorias Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Longa-Metragem Documentário, Melhor Longa-Metragem Estrangeiro e Melhor Longa-Metragem Ibero-Americano. Mais informações no site da Academia Brasileira de Cinema.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises