conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Saúde & Bem-estar

Pele madura demanda cuidados especiais

Roberto Fraga Filho, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica influência do envelhecimento e da exposição ao sol

pele madura - cuidados com a pele

Com o envelhecimento, a pele madura requer cuidados especiais. Segundo o dermatologista José Roberto Fraga Filho, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, após os cinquenta anos tem início o envelhecimento mais acentuado da pele. A perda de colágeno que começa aos trinta anos se acentua, aumentando a flacidez da pele.

pele madura - fotoenvelhecimento

A quantidade de sol ao longo da vida também impacta a pele madura. A pele fotoenvelhecida (foto: Reprodução Facebook), segundo o dermatologista, difere da pele que enfrentou apenas o envelhecimento cronológico. Enquanto uma pele envelhecida pela passagem do tempo apresenta textura mais lisa, ligeiramente atrofiada, com rugas discretas e sem manchas, a pele fotoenvelhecida tem superfície nodular áspera e espessa, com manchas e de rugas acentuadas.

De acordo com o especialista, outro problema comum às peles maduras é o câncer de pele, bastante frequente a partir dos cinquenta anos também devido ao sol acumulado em todos os anos de vida. “Com o tempo isso vai desencadear uma alteração celular levando a formação de uma neoplasia”, explica Fraga Filho.

Entre as questões estéticas mais frequentes, o dermatologista lista a formação de rugas, manchas, flacidez e o envelhecimento precoce. “Existem inúmeros tratamentos, entre os mais importantes e mais realizados nos consultórios dermatológicos, há a toxina botulínica, o famoso botox; o preenchimento de ácido hialurônico; lasers para clarear a pele, e o bioestimulador de colágeno para estimular a formação de um colágeno melhor e mais forte, ajudando na flacidez”.

Inverno e pandemia

Com a chegada do inverno, Fraga Filho explica que as peles maduras sofrem mais porque são mais ressecadas e toda pessoa no inverno tende a tomar um banho mais quente que leva uma piora também desse ressecamento.

Outro problema é a falta de exposição solar com o isolamento provocado pela pandemia de covid-19, o que pode prejudicar a pele. “Todos nós sabemos que devemos tomar sol, mas não aquele sol de ficar se bronzeando. No máximo vinte minutos por dia, numa pequena região de braços ou pernas, não precisa sol no corpo inteiro. Isso é um mito, um pouquinho de sol por dia já supre as necessidades”, alerta o dermatologista.

Cuidados com a pele

Os principais cuidados com a pele recomendados pelo especialista são: lavar, hidratar e proteger: “Lavar o rosto duas a três vezes ao dia, usar protetor solar mesmo em ambientes fechados, dependendo do tipo pele de uma a duas vezes ao dia, e hidratação sempre após o banho morno. O mais importante é utilizar o protetor solar diariamente mesmo em ambiente fechado. Em casa, na escola ou no trabalho, nós temos que usar protetor solar”.

Saiba mais sobre o dermatologista no Instagram: @dermagynus

(Imagem principal: Mão foto criado por gpointstudio – br.freepik.com)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises