conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Iniciativas & Projetos

Pastoral da Pessoa Idosa incentiva ligações de afeto

Pastoral da Pessoa Idosa

“Ligue para uma pessoa idosa” é a campanha promovida pela Pastoral da Pessoa Idosa desde março, quando foi declarada a pandemia do coronavírus (Covid-19). O objetivo inicial era motivar líderes voluntários realize uma ligação por dia para uma pessoa idosa da sua rede de contatos, seja um familiar ou vizinho, e com a repercussão positiva a campanha foi estendida para toda a comunidade.

As visitas domiciliares e capacitações da Pastoral da Pessoa Idosa realizadas já há 15 anos, estão suspensas desde o dia 15 de março, atendendo as orientações dos órgãos oficiais de saúde. Presente em mil municípios de todos os Estados do Brasil, a Pastoral conta com 25 mil voluntários capacitados que acompanham mensalmente de forma sistematizada a mais de 170 mil pessoas idosas, independentemente do credo religioso.  

Mesmo com a suspensão dos trabalhos presenciais, o acompanhamento continua por telefone. “Com o auxílio de seus coordenadores estaduais, diocesanos e paroquiais, a Pastoral tem participado ativamente de programas de rádio, programas de televisão e sites das dioceses, para que os líderes voluntários e as pessoas idosas acompanhadas estejam em constante contato por telefone, como forma de apoio durante o isolamento social”, explica a Irmã Maria Lúcia Rodrigues, coordenadora nacional da Pastoral.  

O distanciamento social é defendido pela Pastoral, que tem inclusive líderes com mais de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para a Covid-19. “A importância de ficar em casa agora não é apenas para um benefício próprio, é também em proteção aos demais, inclusive proteção àqueles que precisam sair de casa para prestar os serviços essenciais à comunidade”.

Campanha

Campanha Ligue para uma pessoa idosa Pastoral.

Segundo a coordenadora nacional, a Pastoral também tem participado ativamente das mídias sociais, programas de televisão e rádio com comunicados e informações que vão desde as medidas protetivas até mesmo informações de utilidade pública. “A Pastoral da Pessoa Idosa também se faz presente de forma a levar a todas as pessoas idosas o afeto através de ligações”.

Uma das ações é a campanha “Ligue para uma pessoa idosa hoje”. “Sabemos que em tempos de pandemia as pessoas idosas sentem-se ainda mais sozinhas e precisam de uma maior atenção, tanto por estarem no grupo de risco, quanto por serem as mais vulneráveis à solidão. A ideia da campanha é para que os líderes da Pastoral, vizinhos, familiares e pessoas próximas sintam-se tocadas e façam as ligações para saber como as coisas estão e apenas bater um papo, fazendo com que as pessoas idosas que recebem a ligação interajam e neste momento tenham a possibilidade de se expressar”.

A ligação pode ser feita por todos. Participe! “A ideia é para que as pessoas interessadas em participar da campanha façam uma lista com o telefone das pessoas idosas que conhece: vizinhos, parentes ou alguém de seu convívio. A ligação deve ser feita para que as pessoas idosas sintam a alegria de estar em contato com os que mesmo próximos se encontram distantes devido ao isolamento social”. A adesão tem sido positiva com divulgação por meio de grupos de aplicativos de mensagens e redes sociais de todo Brasil. A divulgação tem sido feita também na televisão e rádios.

Coordenação Nacional

Irmã Maria Lúcia Rodrigues, coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa
Irmã Maria Lúcia assumiu a Coordenação Nacional em março

A Irmã Maria Lúcia Rodrigues assumiu a Coordenação Nacional da Pastoral em março, substituindo a Irmã Terezinha Tortelli que ocupou o cargo por mais de oito anos, também da ordem religiosa Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo da Província de Curitiba. Na foto principal, as Irmãs e o bispo Dom José Antônio Peruzzo, presidente da Pastoral. “Estou vinculada à Pastoral da Pessoa Idosa desde 2016, trabalhando inclusive como coordenadora diocesana de Tubarão (SC). Também na área da pessoa idosa, trabalhei como coordenadora geral em instituições de longa permanência nos municípios de Rio Pardo (RS) e Umuarama (PR)”, conta.

Para a coordenadora nacional da Pastoral, trabalhar com a pessoa idosa é uma tarefa ímpar. “É um público que além de fragilizado é esquecido por não ser considerado mais produtivo para o mercado de trabalho. Também é trabalhar com o que o ser humano tem de melhor: a sabedoria. Uma sabedoria que não está ligada à suas condições de vida e de grau de escolaridade e sim, uma sabedoria construída ao longo de sua caminhada, suas experiências, dores, lutas, vitórias e conquistas”.

Um trabalho com desafios e também grandes oportunidades. “É um público que exige paciência para se trabalhar, contudo, a riqueza de conhecimento oferecida por essas pessoas por tudo que construíram e deixaram de legado, geram coragem para enfrentar todos os desafios colocados para esse público e para os profissionais que com eles trabalham”.

A Irmã Maria Lúcia destaca ainda que há grandes exemplos de pessoas idosas que deixaram marcas na história da construção do mundo, de diferentes áreas, nações e classes sociais. “É preciso dar dignidade para essas pessoas viverem bem os últimos momentos de sua vida. Percebe-se também que as pessoas idosas com gratidão por sua vida e por sua própria história, leva-as viver seus últimos dias de maneira serena, transmitindo paz e tranquilidade”. 

Pastoral

Em 15 anos de existência, a principal conquista da Pastoral, de acordo com a coordenadora nacional, é levar informações e proporcionar melhoria na qualidade de vida das pessoas idosas. “Além desse trabalho de relevante impacto social diretamente para a pessoa idosa, a Pastoral participa ativamente do controle social em todo Brasil. Faz-se presente no Conselho Nacional de Saúde, além de estar em diversos conselhos de direito a nível estadual e municipal em todo território nacional, visando o fomento de políticas públicas e sociais voltadas para as pessoas idosas”.

O grande desafio atual é compartilhado por todo o mundo: o aumento da população idosa. “Cada vez mais no Brasil e o mundo teremos pessoas idosas, que se por um lado significa que é uma vitória – o ser humano está vivendo mais -, por outro lado, existe a preocupação de como estamos nos preparando para atender todas as demandas que já vem se apresentando”.

A preocupação é não pode dar conta de acompanhar todos necessitam da visita domiciliar. “Medidas paliativas dos governos e das iniciativas privadas já não respondem mais as necessidades. É preciso ações de longo prazo, mudanças significativas em políticas públicas e medidas que abarquem todas as pessoas idosas”.

Planos

A Coordenação Nacional da Pastoral da Pessoa Idosa pretende seguir com o planejamento já estabelecido em assembleia nacional e dar continuidade à expansão das atividades em todo Brasil. A grande novidade para os próximos anos são os projetos de autossustentabilidade para a instituição. “Isso significa que a Pastoral não pode depender apenas de recursos públicos para sua subsistência, já que possui absoluta condição de buscar recursos de outras fontes, não descartando as parcerias governamentais”, explica.

Um projeto novo que ilustra a fala da coordenadora é o Viver Mais, lançado no dia 03 de março de 2020. Iniciativa criada para possibilitar a educação continuada na área do envelhecimento, que prevê uma troca com a sociedade, onde a instituição oferece por um valor justo, conteúdos relevantes com a temática da pessoa idosa, seus direitos e tudo que permeia a qualidade de vida. Mais informações no site da Pastoral da Pessoa Idosa. (Katia Brito/Fotos: Divulgação Pastoral da Pessoa Idosa)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises