conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Saúde & Bem-estar

Outubro Rosa estimula autocuidado e prevenção

Entidades promovem campanhas de prevenção ao câncer de mama, o mais comum entre as mulheres; em homens, casos são raros

Outubro Rosa - prevenção ao câncer de mama

A campanha Outubro Rosa chega para alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância fundamental da prevenção e do diagnóstico do câncer de mama. Em 2020, mais de 2,3 milhões de mulheres no mundo descobriram que estavam com a doença. Esse tipo de tumor é o que mais acomete a população feminina brasileira e representa cerca de 24,5% de todos os tipos de neoplasias diagnosticadas. Também é o câncer que mais mata, porém é alta a chance de cura quando descoberto precocemente.

Cartilha INCA - Câncer de mama

Técnicos do Instituto Nacional do Câncer (Inca) destacam que hábitos saudáveis também ajudam na redução de riscos, e gastos, em oncologia. Por isso o mote da campanha Outubro Rosa deste ano é: “Eu cuido da minha saúde todos os dias. E você?”. Acesse aqui cartilha preparada pelo instituto.

No Brasil, em 2020, cerca de oito mil casos de câncer de mama tiveram relação direta com fatores comportamentais, como consumo de bebidas alcoólicas, excesso de peso, não ter amamentado e inatividade física. O número representa 13,1% dos 64 mil casos novos de câncer de mama em mulheres com 30 anos e mais, em todo o País, de acordo com dados do Inca.

Mortalidade

Em 2019, o Brasil registrou 18.068 mortes por câncer de mama, sendo o principal tipo da doença que leva mulheres a óbito. Projeções do Inca até 2030 apontam para a estabilidade das taxas de mortalidade entre 30 e 69 anos, mas ainda estão bem distantes dos 30% de redução estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Uma das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável até 2030 é reduzir em um terço das mortes prematuras por doenças crônicas não transmissíveis, entre elas, o câncer.

Sinais e sintomas

Luciana Holtz - ONG Oncoguia

Luciana Holtz de Camargo Barros (foto), psico-oncologista e presidente e diretora executiva da ONG Oncoguia, voltada para o apoio, informação e defesa dos direitos dos pacientes com câncer, alerta que os sinais e sintomas do câncer podem variar, e algumas mulheres que têm câncer podem não apresentar nenhum deles. Neste Outubro Rosa, a ONG promove o #juntosagenteencara com uma programação especial todas às sextas-feiras, das 16h30 às 19 horas, no YouTube. Inscrições pelo link.

A especialista recomenda que a mulher conheça suas mamas, e saiba reconhecer alterações para poder alertar o médico. A melhor época do mês para aquelas que ainda menstruam avaliem as próprias mamas é alguns dias após a menstruação, quando as mamas estão menos inchadas. Na menopausa, o autoexame pode ser feito em qualquer época do mês. Qualquer alteração deve ser comunicada imediatamente ao médico, mesmo que tenha aparecido pouco tempo depois da última mamografia ou do exame clínico.

O câncer de mama também pode apresentar vários sinais e sintomas, como:

  • Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo).
  • Nódulo único endurecido.
  • Irritação ou abaulamento de uma parte da mama.
  • Dor na mama ou mamilo.
  • Inversão do mamilo.
  • Eritema (vermelhidão) na pele.
  • Edema (inchaço) da pele.
  • Espessamento ou retração da pele ou do mamilo.
  • Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos.
  • Linfonodos aumentados

Vale a pena lembrar que na grande maioria dos casos, vermelhidão, inchaço na pele e mesmo o aumento de tamanho dos gânglios axilares são provocados por processos inflamatórios ou infecção (mastite, por exemplo), especialmente se acompanhados de dor. Mas como existe uma forma rara de câncer de mama que se manifesta como inflamação, esses achados devem ser relatados ao médico imediatamente e a mulher deve realizar um exame clínico, obrigatoriamente.

Apesar da importância do diagnóstico precoce para aumentar e melhorar as chances de cura e sobrevida para as mulheres com câncer de mama, muitos casos ainda são diagnosticados em estágios avançados, inclusive com metástases, que é quando o tumor já se espalhou para outros órgãos. Nesses casos, os sinais e sintomas, além dos descritos acima, podem variar de acordo com a área afetada pelo avanço do câncer. As metástases do câncer de mama em geral atingem os ossos, fígado, pulmões ou cérebro.

Homens

Apesar de raro, o alerta do Outubro Rosa também se estende para os homens. Casos de câncer de mama acontecem e não existe um exame que permita detectar a doença previamente. A obesidade, o sedentarismo, o consumo de bebida alcoólica e o tabagismo contribuem para o surgimento da doença, principalmente após os 50 anos.

De acordo com o mastologista Rodrigo Bernardi, do Plunes Centro Médico, em Curitiba (PR), os sintomas do câncer em homens são secreções no mamilo, ulceração de qualquer pele da região do tórax, retração da pele ou nódulo palpável abaixo do mamilo ou na região torácica.

“É preciso fazer também alguns testes de avaliação genética, pois como é um câncer raro em homens, geralmente ele surge devido a uma mutação e a família também precisa ser investigada para verificar a possibilidade de novos casos entre os parentes”, explica o especialista.

Assim como nas mulheres, o tratamento do câncer de mama em homens depende da fase em que a doença é descoberta e do tipo de tumor. Entre as possibilidades de tratamento estão cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica.

(Fontes: Inca, Oncoguia e Plunes Centro Médico / Imagem principal: Fita foto criado por rawpixel.com – br.freepik.com)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...

Notícias

Medida adotada pela prefeitura da capital, que entrou em vigor em fevereiro, vem gerando questionamentos por ter retirado um direito adquirido de idosos com...