conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Cultura

Festival Tanabata Matsuri terá drive-thru em SP

Tanabata Matsuri Festival das Estrelas japonês ACAL Paulo Pinto
São Paulo 17/07/2016 38º Tanabata Matsuri - Festival das Estrelas, no bairro da Liberdade. Foto Paulo Pinto/Fotos Publicas

Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas – que acontece no Brasil há mais de quatro décadas, considerado o maior evento cultural japonês de rua do mundo, neste ano será digital. A programação acontecerá no dia 2 de agosto, com apresentações online das 14 às 18 horas. Os tradicionais tanzakus para pedidos às estrelas serão por drive-thru em dois pontos fixos no bairro da Liberdade, em São Paulo, com atendimento de acordo com as medidas protetivas pelo combate à Covid-19.

“Neste ano teremos os bambus decorados em dois endereços: na sede da ACAL (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), que fica na avenida Liberdade (número 365), e no local onde realizaremos a cerimônia e queima dos tanzakus ao final do mês de agosto, na rua Galvão Bueno (425, com entrada pela rua Fagundes, 153). Além disso, os visitantes poderão fixar seus desejos obedecendo a distância mínima necessária para o distanciamento social, o limite de pessoas será controlado e o acesso permitido somente utilizando máscara”, explica Hirofumi Ikesaki, presidente da ACAL. A entrega será das 10 às 17 horas.

Os tanzakus são pequenos pedaços de papel em cores e simbologias diferentes: verde – Esperança; branco – Paz; vermelho – Gratidão; azul – Proteção e Saúde; rosa – Amor, e amarelo – Dinheiro e Prosperidade. Neles, as pessoas escrevem seus desejos para serem enviados às estrelas Vega e Altair, que, segundo a lenda japonesa, ficam em lados opostos na galáxia e se encontram somente nesta época do ano.

Em 2019, segundo os organizadores, passaram pelo festival mais de 200 mil pessoas no final de semana de programação cultural e os tanzakus ultrapassaram 60 mil unidades. Mas neste ano, por conta da pandemia global do coronavírus, o evento precisou ser reestruturado.

Festival das Estrelas

No país, o Festival das Estrelas é realizado desde 1979 pela Associação Cultural e Assistencial da Liberdade (ACAL), na Praça da Liberdade-Japão, na capital paulista. Já no Japão, acontece em várias cidades, mas o de Miyagui é o mais tradicional, com festividades realizadas em agosto para aproveitar as férias de verão das escolas. A história do festival teve início há mais de 1.150 anos na Corte Imperial, e a data tornou-se feriado nacional em 1603.

“Apesar de não podermos seguir a tradição de décadas com a decoração nas ruas do bairro e na Praça da Liberdade-Japão, onde sempre realizamos a festividade, não poderíamos passar este ano sem celebrar e proporcionar o ritual de fé às pessoas”, ressalta o presidente da ACAL, Ikesaki.

Segundo a lenda japonesa, o Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas -, celebra a história de amor de Orihime, filha de um poderoso deus do reino celestial, que certo dia, diante de seu tear, viu passar um rapaz conduzindo um boi e por ele se apaixonou. O pai consentiu o casamento dos dois jovens.

Casados e totalmente dominados pela paixão, ambos se descuidaram de seus afazeres normais e o pai, indignado, ordenou que eles vivessem separados, um de cada lado da Via Láctea, mas permitiria que o casal se reencontrasse apenas uma vez ao ano, no sétimo dia do sétimo mês, se cumprissem a ordem do pai: atender aos pedidos vindos da Terra.

Este fenômeno astronômico deu origem à lenda, acreditando-se também que as demais estrelas e corpos celestes do céu, como cometas e estrelas cadentes, formem nesta época uma ponte na Via Láctea, chamada de Ama-no-Gawa, “Rio Celestial”, possibilitando que os apaixonados possam atravessar a galáxia para se reencontrarem.

Tanabata

Ao final do Tanabata Matsuri, os desejos em papéis são queimados com o propósito de que os pedidos cheguem aos céus para que as estrelas Altair e Vega, segundo a lenda, possam realizar os pedidos. “Temos muitos exemplos de pessoas que todo ano nos contam que realizaram seus pedidos”, acrescenta Ikesaki. 

Os tanzakus podem ser adquiridos e efetuados online, através de WhatsApp e redes sociais da ACAL, e também serão disponibilizados nos locais a partir do dia 2 de agosto, podendo ser pendurados nos bambus até a cerimônia no final do mês, visando evitar aglomerações no domingo do evento.

Associação Cultural

A Associação Cultural e Assistencial da Liberdade (ACAL), com a denominação japonesa de “Bunka Fukushi Kyôkai”, é internacionalmente reconhecida e ponto de referência para a comunidade do bairro, para a cidade de São Paulo, Brasil e Japão. Anualmente são promovidos grandes e tradicionais eventos culturais, com o objetivo de proporcionar entretenimento e lazer à população de São Paulo e aos turistas brasileiros e estrangeiros que admiram a cultura oriental.

Mais informações pelo site www.acalliberdade.org.br ou pelas redes sociais Facebook, Instagram e Youtube. WhastApp: (11) 99025-2113. (Fonte: ACAL / Infato Comunicação / Imagem principal: Paulo Pinto/Fotos Públicas)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises