conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Iniciativas & Projetos

Feliz Amor Novo: Coroa Metade deve manter crescimento em 2021

Airton Gontow - idealizador do site Coroa Metade

Os sites de relacionamento devem manter o crescimento em 2021, já que as pessoas sentem necessidade de se relacionar e boa parte ainda estará em isolamento social neste primeiro semestre devido aos problemas com a vacinação contra a Covid-19 no paísNo Coroa Metade, site voltado para pessoas a partir de 40 anos de idade, entre os meses de abril e novembro de 2020, houve um aumento de 17% de novos cadastros em relação aos sete meses anteriores à pandemia.

Nos primeiros três meses, segundo Airton Gontow, jornalista, idealizador e diretor do Coroa Metade, o aumento de cadastros foi ainda maior nos primeiros três meses da pandemia, chegando 25%. Ele destaca que não se trata apenas de relacionamentos virtuais. “O termo ‘relacionamento virtual’ causa-me um certo incômodo. Afinal, o meio é que virtual! O site serve para aproximar as pessoas, mas o que continua importando é a hora do encontro real. O que vale é o olhar, o cheiro, o toque, o beijo, a energia. Não somos máquinas!”, ressalta.

A expectativa do diretor do site de relacionamento é grande para o período pós-pandemia. “2021 é o ano da esperança. Aguardamos ansiosamente que possamos sair às ruas com liberdade e  nos reunir com parentes, amigos e colegas, com muitos abraços e beijos, claro. Será lindo quando as pessoas que, por enquanto, estão se conhecendo só pelo site puderem marcar encontros pessoais”.

Dicas

Entre as dicas para os usuários do Coroa Metade, Airton cita principalmente não deixar que a carência afetiva faça com que se desvie do que procura no site e as pessoas se aproximem de quem na verdade não tem nada em comum com elas.

“É claro que o amor pode surpreender e não dá para ser completamente fechado em determinados perfis. Mas, por exemplo, se você não deseja, em hipótese alguma, namorar com uma pessoa que fume ou que more em outro estado, não gaste seu tempo conversando com pessoas com esse perfil ou, principalmente, marcando encontros, a não ser que sua busca seja por novos amigos”. Veja mais dicas no blog.

Como diretor do Coroa Metade, ele diz que é uma balela acreditar que as pessoas mais velhas sabem o que querem. “Nunca sabemos realmente o que queremos! Mas uma das poucas vantagens da pessoa madura é ao menos saber o que ela não quer!”

Mundo Coroa

Em 2021, Airton traz novidades, com o portal e o canal de YouTube Mundo Coroa. “O Coroa Metade é um site de relacionamento. Já o Mundo Coroa pretende ser um canal com notícias interessantes para o público maduro. Por enquanto o canal tem apenas matérias realizadas por televisões de diversos estados sobre o Coroa Metade. Passaremos a fazer entrevistas e matérias com sobre diversos assuntos como saúde, turismo, gastronomia e comportamento”, conta.            

Este foi um dos projetos adiados pelo jornalista em 2020, tanto pela questão econômica como pessoal. “Tive uma Covid bem agressiva, seguida por trombose, embolia pulmonar dupla e extensa e pneumonia. Foi tudo muito difícil, mas estou aqui, cheio de garra para esse ano que se inicia. O amor me deu forças. Pode até ser um pouco piegas mas tenho que dizer: amo ser jornalista, mas também tenho um orgulho danado de trabalhar para unir pessoas e para promover o amor”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises