conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Notícias

900 mil idosos se juntaram ao número de inadimplentes em um ano

Entre todas as faixas etárias, a inadimplência das pessoas com mais de 60 anos foi a que mais cresceu em 2019. De outubro de 2018 a outubro de deste ano, 900 mil novos idosos deixaram de pagar suas contas, ou seja, um aumento de 10,1%, atingindo 9,8 milhões de inadimplentes. Os dados são da Serasa Experian.

A alta do índice geral de inadimplentes neste mesmo período foi de 3,4%. Em outubro deste ano, havia 63,9 milhões de consumidores com as contas atrasadas e não pagas, representando 40,9% da população adulta. A inadimplência entre os idosos vem aumentando há algum tempo. Saiba mais na entrevista de Luiz Rabi, economista da Serasa Experian, ao blog Nova Maturidade concedida em maio.

“A concessão de crédito no Brasil depende principalmente do score de crédito, uma pontuação que avalia o comportamento financeiro destas pessoas. Os idosos aposentados costumam ter mais facilidade para conseguir empréstimos por conta da aposentadoria e do histórico de pagamentos, muito mais longo do que dos mais novos. A expectativa é que, com o Cadastro Positivo, as demais faixas também passem a ter mais acesso graças ao forte impacto que os novos dados terão na pontuação de crédito”, comentou o economista da Serasa Experian.

Uma pesquisa recente da Serasa Experian revelou que os entrevistados acima de 40 anos são os que menos afirmam já ter verificado o score – 60,1% das pessoas nesta faixa. Já nas demais, 79,4% daqueles entre 18 e 29 anos e 77,3% dos entre 30 e 39 anos dizem já ter visto sua pontuação de crédito.

Para o economista, evitar entender e solucionar o problema que causou a recusa por crédito não é a melhor atitude. Para ele, essa situação deveria ser encarada como alerta e oportunidade para o consumidor resolver sua situação financeira. “Aqueles que possuem dívidas negativadas, um dos motivos de grande impacto no score, podem aproveitar as recentes quedas nas taxas de juros, o momento propício de feirões de renegociação e até o décimo terceiro, se estiver no mercado de trabalho formal, para saldar as dívidas e consequentemente aumentar o score antes de buscar um novo crédito”, afirmou.

Bancos e cartões

Os bancos e cartões continuam concentrando o maior volume de dívidas, 32,3%, um aumento de 0,3 ponto percentual com relação a setembro de 2019. O varejo aparece na sequência com 18%, seguido por telecomunicações em torno de 12% e serviços, 11,8%.

Estados

Entre os Estados, o Amazonas tem a maior porcentagem da população com contas atrasadas, o único acima de 50% – 54,2%. Amapá e Roraima aparecem na sequência, fazendo com que todos os Estados da região Norte tenham inadimplência acima da média nacional, que é de 40,9%. Próximo dos número de São Paulo, com 43,8% de inadimplentes.

Score

O Serasa Score é a pontuação de crédito. É uma ferramenta que tem como objetivo auxiliar o processo de tomada de decisão de concessão de crédito e realização de negócios. O Serasa Score indica, por meio de uma pontuação que vai de 0 e 1.000, qual a chance de determinado perfil de consumidores pagar as suas contas em dia nos próximos 12 meses. Saiba mais em: www.serasaconsumidor.com.br/score/.

(Fonte: Serasa Experian / Imagem de 1820796 por Pixabay)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Colunistas

Programa musical tem ido além da valorização dos talentos 60+, trazendo debates sobre etarismo e as conquistas femininas

Iniciativas & Projetos

Evento será em formato híbrido, presencial e online, com diversas palestras e expositores, com início no dia 29 de setembro

Saúde & Bem-estar

Em sua 9ª edição, campanha alerta para a importância do cuidado com a saúde mental em tempos de prolongada pandemia e crises