conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Cultura

Festival Cine Inclusão dá protagonismo aos idosos

O envelhecimento e as pessoas idosas são temas do Festival que acontece online a partir do dia 18, homenageando Ruth de Souza

Mostra Competitiva terá vários curtas

Entre os dias 18 e 24 de outubro (de segunda a domingo) acontece o 3º Festival Cine Inclusão. O evento apresenta filmes realizados e/ou protagonizados por pessoas com mais de 60 anos e realiza uma oficina para a inclusão digital de idosos. O acesso a toda a programação é grátis pelo site do evento.

O projeto – idealizado e dirigido por Daniel Gaggini, produzido pela MUK e viabilizado pelo ProAC LAB – consolida-se como o único festival de curta-metragem que se dedica exclusivamente a essa faixa etária. Segundo o idealizador, “esta é uma camada crescente da população que, em sua maior parte, continua ativa e produtiva, sendo fundamental um novo olhar sobre o envelhecimento e todas as questões que se relacionam a esse processo”.

Ruth de Souza será homenageada no Cine Inclusão
Ruth de Souza na novela “De Corpo e Alma”, de 1992 (Foto: Acervo TV Globo)

Na abertura, no dia 18, às 18 horas, o evento faz homenagem à atriz Ruth de Souza, primeira mulher negra a protagonizar uma novela. Ela completaria 100 anos em 2021, 74 dos quais dedicados ao teatro, ao cinema e à televisão. A reverência inclui exibição do curta-metragem A Mãe e o Filho da Mãe, de Luiz Antonio Pilar, e uma live com participação do diretor do filme e do biógrafo da atriz, Ygor Kassab, para falar de sua carreira e luta pelo protagonismo negro.

Mostras

O festival é composto por duas mostras. A Mostra Competitiva exibe 16 curtas-metragens, na qual o voto do público vai eleger os três melhores filmes, que receberão prêmios de R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, respectivamente. Todos os filmes trazem a temática da terceira idade e/ou têm pessoas idosas como protagonistas.

Já a Mostra Melhor Idade exibe oito obras realizadas por diretores/diretoras com mais de 60 anos, traçando um panorama expressivo de artistas profissionais e amadores que se dedicam à produção audiovisual. A curadoria desta edição é do cineasta Victor Fisch e da pesquisadora e curadora Luciana Rossi.

Programação diversa

A programação eleita abre um leque de temas e reflexões, entre os quais: solidão, sexo, amor, arte e esporte na velhice, memórias e abandono. O público vai desfrutar da diversidade de estilos (ficção, drama, documentário, animação, arte) e apreciar algumas produções com nomes importantes das artes cênicas do Brasil – como Lima Duarte, Osmar Prado, Lilian Blanc, Walter Breda e Marcélia Cartaxo – e oriundas de Portugal.

Como atividade paralela, acontece a oficina online ‘Desmistificando as Redes Sociais para a Terceira Idade’, dedicada a pessoas com mais de 60 anos, ministrada pela professora Daniele Foltran. A finalidade é orientar os participantes sobre como otimizar o uso do celular e das redes sociais para buscar informações, fazer publicações e interagir com amigos e familiares. Os interessados devem se inscrever pelo site.

Cine Inclusão

A iniciativa do projeto Cine Inclusão é de Daniel Gaggini, artista e produtor que vem se destacando na realização de projetos dedicados à difusão de iniciativas culturais produzidas em regiões periféricas do Brasil. Em seu currículo, consta a realização da Mostra de Teatro de Heliópolis, o projeto/espetáculo Vira-Latas de Aluguel, o Festival Popular de Cinema de Itapeva e o projeto de capacitação cinematográfica Cine Inclusão.

A primeira edição do Festival Cine Inclusão foi realizada em 2015, contemplando as comunidades de Capão Redondo e Cidade Tiradentes, além do Memorial da América Latina, na cidade de São Paulo. O evento – que reuniu mais de 400 espectadores, exibiu 26 filmes em 14 sessões gratuitas – capacitou 46 jovens em oficinas de cinema e produziu duas obras audiovisuais.

A segunda edição aconteceu em 2017 nas Comunidades de Heliópolis e Paraisópolis e na Unibes Cultural. também na capital paulista. Foram exibidos 24 filmes, e 60 idosos moradores dessas regiões participaram das oficinas, que resultaram em dois curtas-metragens produzidos por alunos 60+.

(Fontes e imagem principal: Cine Inclusão e Verbena Assessoria)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba todas as nossas novidades





Leia também

Artigos

*Egídio Dórea Simone de Beauvoir, célebre filósofa francesa e autora de um dos mais profundos estudos antropológicos sobre a velhice, resgatou nesse livro uma...

Notícias

Atividade online oferecida pelo Campus Virtual Fiocruz tem como cuidados integrais, vacinação, contatos sociais, entre outros

Eventos

O Programa Vem Dançar, iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), terá neste ano um...

Notícias

Medida adotada pela prefeitura da capital, que entrou em vigor em fevereiro, vem gerando questionamentos por ter retirado um direito adquirido de idosos com...